Pratos Típicos do Piauí

Conheça algumas das iguarias típicas que diariamente fazem a mesa do piauiense:

Galinha ao molho pardo: refogada e cozida com verduras. Acrescenta-se o sangue da galinha para resultar em um molho atrativo e consistente.

Galinha cheia: assada no forno, recheada com fígado, coração, moela e verduras bem apimentados.

Arroz misturado com galinha ou capote: Arroz solto, cozido com pedaços de galinha ou capote, temperado com pimenta-de-cheiro.

Atolado: risoto preparado com galinha em pedaços, bem apimentado.

Pirão de parida: galinha cozida com verduras e acrescida de farinha, para transformá-la em pirão.

Frito de galinha ou capote: fritos e misturados com farinha de mandioca.

Frito de tripa: tripas fritas de porco, misturadas com farinha.

Carneiro no leite de coco: carneiro cozido em pedaços, acrescido de leite de coco.

Ensopado de ostra: ostras retiradas da casca e cozidas no leite de coco.

Arroz de caranguejo: peitos de caranguejo refogados e misturados com arroz.

Torta de Caranguejo: feita com ovos e carne desfiada de caranguejo.

Arroz misturado com carneiro: carneiro seco frito, misturado com arroz.

Maria Izabel: carne de gado seca, cortada em pedaços pequenos, frita e misturada com arroz e pimenta-de-cheiro.

Baião-de-dois: feijão verde cozido, misturado com arroz e servido com pedaços de queijo coalho misturado ao arroz ainda quente.

Paçoca: carne de gado seca, frita e pilada com farinha e cebola, refogada na manteiga.

Capiau: carne de gado seca, cozida com macaxeira.

Peixe ao leite de coco: peixe ao molho de verduras, acrescido de ovos cozidos e leite de coco.

Maxixada: maxixe cozido com verduras e leite de coco.

Feijão de piqui: feijão cozido com pequi descascado.

Caldo de carne: carne de gado moída, cozida com verduras em bastante água, acrescentando-se farinha de mandioca e ovo.

Beiju de farinhada: preparado com massa de mandioca e assado no forno das casas de farinhada, de onde se extrai a farinha de mandioca e a goma.

Beiju de goma: preparado com fécula extraída da mandioca.

Beiju de coco: feito com tapioca, coco babaçu ou coco da praia ralados.

Cuscuz: feito com massa de milho ou de arroz, cozido no vapor.

Bolo frito: feito com goma e ovo, frito na gordura.

Peta: bolinhos de sal, feitos de tapioca.

Chouriço: feito com sangue de porco, castanha de caju, gergelim, gengibre, açúcar e outros temperos.

Bolo de goma: bolo salgado, feito com tapioca, ovos e gordura, assado ao forno.

Pamonha: preparada com milho verde ralado, açúcar e manteiga, cozida na palha do milho.

Bolo de macaxeira: bolo doce, preparado com macaxeira ralada.

Manuê: bolo doce, feito com puba, castanha e rapadura.

Cajuína: bebida feita da água extraída do caju, destilada e fervida na própria garrafa.

Doce de limão ou laranja: retira-se o miolo e rala-se ligeiramente a casca. Coloca-se de molho, trocando a água várias vezes até que tenha saído todo o sumo. A partir daí é preparada a calda de açúcar para atingir o ponto. Produzido em calda ou cristalizado.

Chapéu-de-Couro: doce de mamão com coco e rapadura.

Alfinim: feito com mel de engenho, puxado na goma até adquirir forma.

Cocada: feita com coco e açúcar, podendo ser acrescentados outros sabores.

Quebra-queixo: cocada de consistência mole feita com açúcar caramelado e coco.

Outros doces (buriti, bacuri, groselha, caju, mamão, jaca, leite, batata, goiaba, banana e outros): podem ser preparados em calda, em massa ou cristalizados.